#GirlBoss (2014)

by - outubro 19, 2018

Em 2014 a galera ligada a moda ficou maluca com o lançamento de #GirlBoss, livro de Sophia Amoruso, empresária e criadora da marca Nasty Gal, loja varejista americana especializada em moda para mulheres jovens criada em 2006. Eu sempre adorei as roupas da Nasty então adorei quando o livro saiu e a Sophia resolveu falar - de forma muito simples e didática - sobre empreendedorismo, vida adulta e responsabilidades.

Tenho tendência a detestar livros motivacionais já que todos seguem uma linha massante de pensamento onde tudo depende de você e apenas você, ignorando qualquer cenário onde o leitor se encontra. Nem todo conselho se aplica de forma geral, a verdade é essa. Em Girlboss, Sophia fala sobre sua experiência e mostra como ela se virou com a tecnologia que dava. A loja começou pelo e-bay e cada foto era feita por ela, as roupas escolhidas em brechós e tudo negociado em pequena amplitude, bem no estilo home office. Sophia é sincera e deixa claro que não tinha muita perspectiva do que queria para sua vida e entrou de cabeça no que parecia ser sua paixão, a moda.

Girlboss não é um livro sobre como se tornar uma super empresária e sim um livro sobre como dar o primeiro passo para tentar se descobrir. A Netflix adaptou o livro para uma série que contava com até mesmo Charlize Theron na produção. Não vou entrar no mérito da série pois acho o livro absurdamente mais importante e inspirador. No decorrer das páginas, algumas frases inspiradoras são colocadas e isso só confirma como, as vezes, precisamos de exemplos bons e simples para conseguir fazer as coisas andarem e darem certo.

Sophia conseguiu atingir um público feminino sedento pela necessidade de se tornar independente em todos os aspectos. A identificação de um case de tanto sucesso enche os olhos do leitor. A garota que tinha tudo para não dar certo e que acabou se tornando uma das mulheres que criou sua própria fortuna. Diferente do que se imagina, você não termina o livro querendo se tornar CEO de uma empresa enorme e de renome, você quer, antes de tudo, dar um passo para mudar sua vida e fazer com que um plano ou outro saia finalmente do papel. Não tem lei da atração, não tem mágica, Sophia é sincera, vá atrás e não tenha preguiça, trabalhe e em algum ponto as coisas vão acontecer para você. Esse foi o ponto que me tocou em Girlboss, o incentivo para simplesmente largar o estado de estagnação e ter coragem.
Uma leitura sincera e sutil, espero que - de alguma forma - te inspire também!

Você pode comprar o Girlboss aqui.

Você também pode gostar de:

0 comentários